30 dezembro 2003

Ménage à trois (de "Conemas e Cara lh amas")


Orgassema

De semântica sêmea
Se insinua o sémen
Na lacona lagoa lacunar
E da sádica sede se ressente
O sentido
No sentido cunar.

Se sádica ou sábia
Quem o saberá?
Se salubre salgado
O teu sabor a odre
É a onda do útero
É terra que remorde
À espera de esperma
Nas ásperas paredes.

E o significado vem
Da fricção rítmica e formal
Entre as mucosas rubras
Do pénis, da vulva, da boca
Ou da anal.


Cometa

Cometa
Meta no cu
A treta
Da baioneta
Na teta
Ponha o perú
Na
Porra preta
Punheta
Meta no cu
O cometa


Cara lh ama

Amam-no todos
Uns porque o têm
Bem colocado e erecto
Outros porque a foda
Sem ele não bate certo

E se o nariz não chega
E os dedos se dispersam
Só ele é que é capaz
De entrar todo na toda
Discreto e bom rapaz

E os tristes que o não têm
Amam-no doutra maneira
Distantes e macios
Não sabem se se vêm
Ou se é só caganeira

"Conemas e caralhamas" - Ernesto Melo e Castro

27 dezembro 2003

Portem-se bem durante o resto do ano...

... que eu vou passear.
Porque não quero que vos falte nada, aqui vão umas recomendações:
Cuidado com as ofertas dos amigos, com associações de protecção de animais que se chamam "peta", com as relações de paixão-ódio do Jorgito Bush, imagens de uma estação de correios alemã com som de filmes pornográficos e com peitos que vos perseguem.
Se ficarem em casa, saibam que há melhor que os sacos do Belmiro e até se podem dispensar adereços... e as próprias mãos.
E para quem quer descansar neste final de ano, saibam que as mãos podem fazer outras coisas.
É que ainda não me recompus do Natal. Porque a vida é uma ilusão.
Por isso tudo, sempre admirei as pessoas que se conseguem entreter com uma laranja e uma maçã.
Quero ter muitos recados quando voltar... e então até para o ânus...

7 glandes que pensam... tinha que dar nisto!

O JoJo, que já sabemos ser um criativo com pinta, é uma das glandes do bicho que tem mais seis.
Vão lá e cu-mentem, que eles merecem ser anal-isados...

26 dezembro 2003

Criem um strip tease ao vosso gosto




Com este programa, podem criar um strip tease na sequência que quiserem... como se fossem directores(as) do clube...

Vejamos quem tem olho clínico...

... e quem se deixa tropeçar nos cabides da vida.

Venha lá essa pontuação... sem batota (que "algumas" têm batuta)...

Dão-se alvíssaras...

... a quem me conseguir explicar o que é e para que serve esta criação da Erotech Industries:

Será um candeeiro? Uma pantufa? Um carrinho de choque?...

E para as meninas nada? Tudo!

Lembram-se dos mamilos e das ratinhas artificiais? Agora proponho-vos o fantástico, maravilhoso, bombástico e milagroso soutien de rabo!
Mas prático mesmo (!!!) é o Magic Cone (U.S. Patent No: 6.434.757). Não sabem para que serve? Vejam aqui as instruções de uso.
E assim as mulheres também já podem estar na moda e terem um urinol em casa.
Além de se evitarem leis como as que se propõem actualmente em New York: quotas para WCs femininos.
Quem é amiga das meninas, quem é?

24 dezembro 2003

Voltinha de Natal pela Internet

Para um Natal diferente, diga-lhe (dê-lhe) com flores (para quem não repara em detalhes, são arranjos florais com um vibrador no centro).
Se vai passar o Natal sozinho(a), porque não pôr em casa um papel de parede com a foto do seu parceiro ideal? Assim, já se pode masturbar com companhia. Se é homem, revendo, por exemplo, 10 cenas de nus femininos em filmes recentes.
Se é mulher, apresentando-se como voluntária para testar o "Orgasmatron". Quem quer vir(-se) comigo?
E sabiam que há pelo menos 40 mulheres em todo o mundo que têm em média 200 orgasmos por dia? E que, quando não estão a tê-lo, estão a senti-lo aproximar-se? E ainda se queixam...
E na passagem de ano, quem não toma espumante a bem, toma a mal (video em zip - 1,6MB - na janela, clicar em "descargar")!
Para as meninas, uma pianada "comme il faut" (video em zip - 1,6MB - na janela, clicar em "descargar")!
Assim, é mesmo bom... na tal... hmmm...

23 dezembro 2003

O mundo é grande

O mundo é grande e cabe
nesta janela sobre o mar.
O mar é grande e cabe
na cama e no colchão de amar.
O amor é grande e cabe
no breve espaço de beijar.

Poesia de Carlos Drummond de Andrade
e uma fotografia belíssima da Ilha do Pico num dia orgásmico...
(clique na foto para ampliar a imagem)

Sejam Felizes Na Tal...


Nada melhor para este momento que um desenho de um dos meus artistas favoritos: Julius Zimmerman.
Já vos tinha dito que faço colecção de arte erótica? E que tenho alguns desenhos originais deste senhor norte-americano, que faz o favor de ser meu amigo?
Um mimo, não é?
And a warm hug from Portugal, Julius...

22 dezembro 2003

Diciordinário

A cultura é uma coisa muito linda (embora que bonito, bonito, seja material de qualidade a bater no pito).
Por isso, e porque quero contribuir para a vossa (e minha) cultura geral, criei o Diciordinário.
Aprendam o que significa a sigla "ACDV", "conivente" ou "reputação", entre tantos outros termos que pensamos ser uma coisa e afinal...
Leiam, comentem e, principalmente, vão enviando os vossos contributos para enriquecermos cada vez mais a língua dos portugueses.
Sem nunca esquecermos que, obviamente, sexo escrito nunca é tão bom como sexo oral!

The Big Ass is Watching You!


Olho gentilmente enviado pelo Jorge Costa (que anda muito mais aliviadinho depois de descobrir a utilidade dos sacos de plástico do Continente). Se gostam deste tipo de imagens (humor erótico duro, como diria uma visita há dias) visitem a página donde veio esta imagem: Hot Pussy Sex Pictures.
E já sabem o que eu quero: venham-se comentários...

21 dezembro 2003

Lembram-se de cada coisa...

Eu até já tinha pensado nisto, mas o Jason Salavon fez o trabalho: sobrepor os posters centrais da revista Playboy de cada década e obter assim uma imagem para os anos 60, 70, 80 e 90.

A revista Max italiana fez as legendas no seu número de Dezembro, e eu adoro a(s) língua(s) italiana(s):
Miss Anni '60 - Libera e Bella
Miss Anni '70 - Piatta e Snob
Miss Anni '80 - Vedo-Non-Vedo
Miss Anni '90 - Silicon Valley

Como sou amiguinha, também vos mostro o trabalho do género que ele fez sobrepondo 76 alfinetes de peito (vulgo broches)

Dêem lá as vossas opinocadas...

3000 afundações...

... e sempre molhadinha...
Hmmm...
Continuem a vir-se sempre (e obrigada por nunca se terem limpo aos cortinados do blog)!

19 dezembro 2003

Sugestões para um Natal diferente

Como não quero que vos falte nada, aqui vão as minhas sugestões para se estar Feliz... Na Tal...:

1) WaterWoman - para os homens que sabem o que querem (muito poucos) mas que não o conseguem (quase todos). Obrigada, M P, pela pista que dás no teu blog;

2) bodyperks - para as mulheres que querem fazer as duas cabeças dos homens ainda andarem mais à roda, estes mamilos artificiais, para usar debaixo da roupa;

3) Clone Your Bone and Match Your Snatch - moldes para ela e para ele. Deixemos às gerações futuras uma espécie de lembranças do Vale do Côa... e da Ilha do Pico;

4) Bungee Sexperience - ora aqui estão uns suspensórios bem úteis. Cuidado para não esticarem demasiado, sob risco de racharem o estuque do tecto;

5) fuckingmachines - para elas, quando eles estão cansados (desde que haja electricidade...);

6) Kisses - the sexy urinal - para eles, quando estão aflitos...

7) Bladder Vee-String Female Vagina Prosthesis - Para a mulher que queira mostrar sem mostrar... não sei se estão a ver... com quatro opções de tamanho (amplitude?!), cores e penteados diversos. A página até tem som!...

Bem, por hoje chega. Mas, se pedirem com jeitinho, arranjam-se mais sugestões.

Um conselho do Bocage

Agora vós, fodões encarniçados
Que julgais agradar às moças belas
Por terdes uns marzapos, que estirados
Vão pregar co'os focinhos nas canelas
Conhecereis aqui, desenganados
Que não são tais porrões do gosto delas;
Que lhes não pode, enfim, causar recreio
Aquele que passar de palmo e meio.
excerto de "Ribeirada - poema em um só canto" de Bocage
Venham(-se) esses comentários, de ambos os lados da barricada...

17 dezembro 2003

Uma pista do Ponto G

O meu amigo Ponto G, que diz estar apaixonado por mim (?!), enviou-me um link para uma página espectacular sobre Gustav Klimt (com som). Derretam-se com a intensidade erótica deste Senhor.


Alguma de vocês se pode gabar de ter um Ponto G que lhe fala? Tinha que me calhar a mim!... hmmmm...

Os brasileiros vão à frente (e eu sou fã)

A fofita luso-italo-brasileira M P, que tem o blog "Diário de Lisboa" (visitem-na, mandem-lhe um beijinho meu e cumprimentos às vizinhas girafas) sugeriu-me uma visita a um blog brasileiro.
Daí voei nas asas da Internet e descobri um blog muito bem feito: o Grelo Falante.

Delirei com as histórias de encantar, como "Xana de Neve e os Sete Varões", "a Buça Adormecida" ou "Gulliver no Reino das Liliputas"...
O blog tem várias sexões (eles não lhes chamam assim mas eu gosto). Uma sexão tem um anúncio muito giro:
.
Pode ainda responder a uma enBOquete. Hoje é:
O que Bush vai fazer pra comemorar a captura de Saddam?
( ) Bater em retirada do Iraque
( ) Bater na dona Laura, a patroa
( ) Bater uma punheta

Enfim, um modelo a seguir... hmmm... não acham?

15 dezembro 2003

... e os portugueses ainda são mais loucos (e eu ainda gosto mais)

O JoJo, do blog Bicho de Sete Glandes (ou coisa assim parecida), achou por bem clarificar que nem só os brasileiros sabem brincar com a publicidade e o erotismo.
Aqui está a versão (sem aversão) dele para um McTasty.
Venham(-se) comentários, que me dão muito gozo.

13 dezembro 2003

Há pior que eu (por enquanto)

Para alguns espanholitos que me visitam, eu só escrevo disparates. Pois tenho pena... mas há pior que eu, coño!:
"Ela ensanduicha a tua agulheta entre as suas mamas, massajando-a num ritmo lento. Um excerto para marcar o que irá passar-se a seguir. Para já, ela tomou-te na sua encantadora boca. As palmas das tuas mãos seguram o pescoço dela e os polegares estão nas suas orelhas, regulando a velocidade da cabeça dela enquanto engole e depois chupa a tua maquinaria"
Excerto da novela "Bunker 13" de Aniruddah Bahal - 1º prémio "Bad Sex in Fiction" 2003
Liiiiindo... não é?

12 dezembro 2003

Karaoke

A FunnySunny sugeriu este link: ponham som na máquina e tentem acompanhar a letra.
Depois... tentem comentar, ésséfiéfe...

11 dezembro 2003

Vaginoscópio

Um mimo, esta página, com 33 - até agora - caleidoscópios eróticos de diversos autores.
Aqui estão apenas três exemplos:



E ainda se podem descarregar em formatos maiores...
Não são bem mais bonitos que os caleidoscópios dos nossos tempos de criança?

10 dezembro 2003

Mulheres sentem-se desconfortáveis com a palavra "vagina"... mas São criativas

Qual é a solução preconizada pelas irmãs Doutoras Marcia Douglass e Lisa Douglass?
"A minha irmã e eu criámos uma nova palavra para os genitais femininos - cligeva, para clítoris, ponto G e vagina".
Porquê? Porque "não existe nenhuma palavra que abarque todas as partes".
Mostram isto tudo no livro "The Sex You Want".
E dizem mais:
"Homens e mulheres partilham as mesmas partes (sim, os homens também têm clítoris). Por isso a cligeva é, essencialmente, um pénis virado para dentro".

Como bem perguntou Graham Greene, "para que é que Deus nos deu os genitais se queria que nós pensássemos de forma clara?"

Cultura... para bom Observador

Julgam que é só em Portugal que há trocas de videos?
Pois na Alemanha, um padre quis distribuir pelos seus paroquianos 300 videos sobre a vida de Cristo. Mas os paroquianos receberam, por lapso da empresa fornecedora, um filme pornográfico.
E houve polémica, como em Portugal? Não! O padre garante que todas as cópias foram recuperadas e continua interessado na campanha da divulgação da vida de Cristo:
"é um sucesso enorme!"
Saibam mais detalhes da notícia, pela Reuters.

09 dezembro 2003

Resultado da adivinha "Quem sou eu?"

Ah! Eu vi logo que eras tu!

Mais um passeio

Primeiro, apreciem homens em fatos de banho de senhora. Gostam? Depende da perspectiva. Mas há quem goste de inovar mais ainda nos fatos de banho.
O que se faz a uma garrafa de dois litros vazia? Mete-se no vidrão (ficheiro zip).
E acreditem, que não são histórias de caçadores. Mas que há ali uma mão a mais, há...
Antes de irem embora, façam uma boa acção: usem as várias teclas do computador para o Richie se poder coçar.

Adivinha...

Quem sou eu?

Poesia para os Gregos do Erotismo

Cantiga de Maldizer - Afonso Eanes de Coton

Marinha, o teu folgar
tenho eu por desacertado
e ando maravilhado
de te não ver rebentar
pois tapo com esta minha
boca, a tua boca, Marinha
e com este nariz meu
tapo eu, Marinha, o teu
com as mãos tapo as orelhas
os olhos e as sobrancelhas
tapo-te ao primeiro sono
com a minha piça o teu cono
e como o não faz nenhum
com os colhões te tapo o cu.
E não rebentas, Marinha?

Poesia para os Troianos do Erotismo

A uma mulher amada - Safo

Ditosa que ao teu lado só por ti suspiro!
Quem goza o prazer de te escutar,
quem vê, às vezes, teu doce sorriso.
Nem os deuses felizes o podem igualar.

Sinto um fogo subtil correr de veia em veia
por minha carne, ó suave bem-querida,
e no transporte doce que a minha alma enleia
eu sinto asperamente a voz emudecida.

Uma nuvem confusa enevoa-me o olhar.
Não ouço mais. Eu caio num langor supremo;
E pálida e perdida e febril e sem ar,
um frémito abala-me... eu quase morro ... eu tremo.

08 dezembro 2003

Notícia de Penúltima Hora

Segundo fontes geralmente muito bem informadas (isto é, a Gotinha), o Ministro da Defesa, Paulo Portas, terá ido fazer uma visita surpresa - como fez o Bush - às tropas da GNR que estão no Iraque.
Como é habitual nestas ocasiões, as tropas fizeram apresentar armas. Se foi assim ou não foi, não sei. Mas que o fotógrafo estava lá, ai isso estava...

Enquanto isso, era um dia banal na Costa da Caparica.

07 dezembro 2003

A Torre de Babel ou a porra do Soriano - Guerra Junqueiro

Eu canto do Soriano o singular mangalho!
Empresa colossal! Ciclópico trabalho!
Para o cantar inteiro e para o cantar bem
precisava viver como Matusalém
Dez séculos!

Enfim, nesta pobreza métrica
cantemos essa porra, porra quilométrica,
donde pendem colhões que ideia vaga
das nádegas brutais do Arcebispo de Braga.

Sim, cantemos a porra, o caralho iracundo
que, antes de nervo cru, já foi eixo do Mundo!
Mastro de Leviathan! Iminência revel!
Estando murcho foi a Torre de Babel
Caralho singular! É contemplá-lo
É vê-lo teso!
Atravessaria o quê?
O sete estrelo!!

Em Tebas, em Paris, em Lagos, em Gomorra
juro que ninguém viu tão formidável porra
É uma porra, arquiporra!
É um caralhão atroz
que se lhe podem dar trinta ou quarenta nós
e, ainda assim, fica o caralho preciso
para foder a Terra, Eva no Paraíso!!

É uma porra infinita, é um caralho insone
que nas roscas outrora estrangulou Laoccoonte.

Oh, caralho imortal! Oh, glória destes lusos!
Tu podias suprir todos os parafusos
que espremem com vigor os cachos do Alto Douro!
Onde é que há um abismo, onde há um sorvedouro
que assim possa conter esta porra do diabo?!
O Marquês de Valadas em vão mostra o rabo,
em vão mostra o fundo o pavoroso Oceano!
- Nada, nada contém a porra do Soriano!!

Quando morrer, Senhor, que extraordinária cova,
que baínha, meu Deus, para esta porra nova,
esta porra infeliz, esta porra precita,
judia errante atrás duma crica infinita??

- Uma fenda do globo, um sorvedouro ignoto
que lhe dá de abrir talvez um dia um terramoto
para que desague, esta porra medonha,
em grossos borbotões de clerical langolha!!!

A porra do Soriano, é um infinito assunto!
Se ela está em Lisboa ou em Coimbra, pergunto?
Onde é que ela começa?
Onde é que ela termina
essa porra, que estando em Braga, está na China,
porra que corre mais que o próprio pensamento
que porra de pardal e porra de jumento??

Porra!
Mil vezes porra!
Porra de bruto
que é capaz de foder o Cosmos num minuto!

06 dezembro 2003

Mais uma voltinha pela Internet

Como o Isso Agora... vai a New York, aqui vai uma dica amiga (recomendo especialmente o clube Lava Gina). Ai, quem me dera que também me fizessem festas na grande maçã...

Como não posso ir, contento-me a ler o "Divã da Loura", uma espécie de Cartas da Maria, com menos piada mas com melhores ideias, como a da banana flambé (meninos, cuidado).

Ainda para o Isso Agora... levar para a viagem, sardinhas em lata (quem é amiga, quem é?).

Quem pode, pode... quem não pode, imagina...

E, para terminar em força, um video para quem pensa que já viu de tudo: até as bolas!...

04 dezembro 2003

03 dezembro 2003

Pagu - Rita Lee / Zélia Duncan

Mexo, remexo na inquisição
Só quem já morreu na carveira
Sabe o que é ser carvão
Eu sou pau pra toda obra
Deus dá asas à minha cobra
Minha força não é bruta
Não sou freira nem sou puta

Porque nem toda feiticeira é corcunda
Nem toda brasileira é bunda
Meu peito não é de silicone
Sou mais macho que muito homem


Sou rainha do meu tanque
Sou Pagu indignada no palanque
Fama de porra-louca, tudo bem
Minha mãe é Maria-Ninguém
Não sou atriz-modelo-dançarina
Meu buraco é mais em cima

Porque nem toda feiticeira é corcunda
Nem toda brasileira é bunda
Meu peito não é de silicone
Sou mais macho que muito homem

Texto de Heloneida Stuart

"Eu tinha 13 anos, em Fortaleza, quando ouvi gritos de pavor. Vinham da vizinhança, da casa de Bete, mocinha linda, que usava tranças. Levei apenas uma hora para saber o motivo. Bete fora acusada de não ser mais virgem e os dois irmãos a subjugavam em cima de sua estreita cama de solteira, para que o médico da família lhe enfiasse a mão enluvada entre as pernas e decretasse se tinha ou não o selo da honra. Como o lacre continuava lá, os pais respiraram, mas a Bete nunca mais foi à janela, nunca mais dançou nos bailes e acabou fugindo para o Piauí, ninguém sabe como, nem com quem.

Eu tinha apenas 14 anos, quando Maria Lúcia tentou escapar, saltando o muro alto do quintal da sua casa para se encontrar com o namorado. Agarrada pelos cabelos e dominada, não conseguiu passar no exame ginecológico. O laudo médico registrou «vestígios himenais dilacerados», e os pais internaram a pecadora no reformatório Bom Pastor, para se esquecer do mundo. Realmente esqueceu, morrendo tuberculosa.

Estes episódios marcaram para sempre a minha consciência e me fizeram perguntar que poder é esse que a família e os homens têm sobre o corpo das mulheres. Ontem, para mutilar, amordaçar, silenciar. Hoje, para manipular, moldar, escravizar aos estereótipos. Todos vimos, na televisão, modelos torturados por seguidas cirurgias plásticas. Transformaram seus seios em alegorias para entrar na moda da peitaria robusta das norte-americanas. Entupiram as nádegas de silicone para se tornarem rebolativas e sensuais, garantindo bom sucesso nas passarelas do samba. Substituíram os narizes, desviaram costas, mudaram o traçado do dorso para se adaptarem à moda do momento e ficarem irresistíveis diante dos homens. E, com isso, Barbies de fancaria, provocaram em muitas outras mulheres - as baixinhas, as gordas, as de óculos - um sentimento de perda de auto-estima. Isso exatamente no momento em que a maioria de estudantes universitários (56%) é composta de moças. Em que mulheres se afirmam na magistratura, na pesquisa científica, na política, no jornalismo. E no momento em que as pioneiras do feminismo passam a defender a teoria de que é preciso feminilizar o mundo e torná-lo mais distante da barbárie mercantilista e mais próximo do humanismo.

Por mim, acho que só as mulheres podem desarmar a sociedade. Porque elas são desarmadas pela própria natureza. Nascem sem pênis, sem o poder fálico da penetração e do estrupro, tão bem representado por pistolas, revólveres, flechas, espadas e punhais. Ninguém diz, de uma mulher, que ela é de espadas. Ninguém lhe dá, na primeira infância, um fuzil de plástico,como fazem com os meninos, para fortalecer sua virilidade e violência.
As mulheres detestam o sangue, porque têm que derramá-lo na menstruação ou no parto. Odeiam as guerras, os exércitos regulares ou as gangues urbanas, porque lhes tiram os filhos de sua convivência e os colocam na marginalidade, na insegurança e na violência.

É preciso voltar os olhos para a população feminina como a grande articuladora da paz. E para começar, queremos pregar o respeito ao corpo da mulher. Respeito às suas pernas que têm varizes porque carregam latas d'água e trouxas de roupa. Respeito aos seus seios que perderam a firmeza porque amamentaram seus filhos ao longo dos anos. Respeito ao seu dorso que engrossou, porque elas carregam o país nas costas. São as mulheres que imporão um adeus às armas, quando forem ouvidas e valorizadas e puderem fazer prevalecer a ternura de suas mentes e doçura de seus corações.

Heloneida Stuart (jornalista/cronista)
Jornal do Brasil - 06/02/2001"
Leram bem, meninos?
Muitos beijinhos para M P, que por e-mail me esclareceu a autoria real deste texto. De facto, só a citação final era da Rita Lee (entretanto, encontrei a letra completa de onde foi retirada essa citação e penso que vale a pena transcrevê-la noutro post).

Mais publicidade con'tusa

Desta vez, é da nova consola/telemóvel N'Gage. Recolhi os seguintes três exemplos, entre muitos que foram publicados (também em Portugal):

Cliquem nas imagens, apreciem-nas... e digam coisas.