26 abril 2007

sem pingo de poesia - por Fox Trotter

"Entra-me. Sem preâmbulos nem delongas. Agarra-me e puxa as minhas pernas para ti. Morde-me os pés, lambe-me os dedos. Isso, assim. Investe contra mim, com força, todo e lento. Vou ser tua só da cintura para baixo, não me olhes as mamas, nem vejas a fosforescência do meu sorriso. Observa os quadris que se agitam desconexos, como se dançassem um solo de violino em contraponto com a tua percursão repetitiva e cada vez mais rápida. Repara na púbis, vai-se levantando: estou quase a vir-me e colo-me ao teu corpo. Quero sentir todo o peso do embate desde o cimo do risco aberto de par em par até ao canto onde despontam as nádegas. Já te vieste? Foda-se, nem dei por nada. Estava concentrada em mim, sabes – quando me venho sou toda cona, a latejar. Não saias já, continua. Os meus espasmos ainda duram. Podes ir, não me toques; vou dormir."

Fox Trotter
blog Sociedade Anónima, que vos recomendo (e a Mad também)

5 comentários:

  1. Olha... desejo-te um soninho descansado, toma, coloca este toalhete entre as pernas, para não molhares o lençol todo.
    Quando acordares, se te apetecer... dou-te banho.

    ResponderEliminar
  2. Zé (mas fodido...)26/4/07 21:46

    Foda-se...engendra coisa melhor para a próxima ! essa do "morde-me os pés" e "investe contra mim, com força" faz-me lembrar o macaco a foder a girafa. Falas só da girafa "Beija-me os labios ! Lambe-me a cona!Beija-me os lábios! Lambe-me a cona!" E o macaco, cansado, adormeceu...(ponham aqui a merda dos bonecos...isto, para avaria, nem a EDP leva tanto tempo...)

    ResponderEliminar
  3. É...há gente que vai prás manifestações e ficam cansados que nem abanam o rabo...e depois desculpam-se com as "alentejanices" dos servidores...Olha, servidor meu que se portasse assim, ia levá-lo à tumba do velho, a Santa Comba,só para o castigar...ou para ele se rir ..."to be or not to be..."

    ResponderEliminar
  4. O problema é que o servidor não é em Santa Comba :-(

    ResponderEliminar

Uma por dia tira a azia