31 maio 2009

Sofisticação


Que ninguém lhe dissesse que ela não era o máximo da sofisticação que desde o início deste século que fazia depilação integral, essa metáfora dietética como o arroz para a remoção de todos os pêlos púbicos. E há um ror de anos que aumentava o pecúlio dos industriais de produtos higiénicos que a convenceram a não dispensar os pensinhos diários para evitar os inestéticos selos nas cuecas que sofisticação é uma mulher ter em cada dia, sem escapar um, algo entre a sua vagina e o resto do mundo, mesmo que seja uma carga de trabalhos arranjar forma de os remover quando umas mãos masculinas se aproximam e não há intimidade suficiente para assumir essa maquilhagem.

E é tão sofisticada que agora que está de casamento marcado já correu todas as quintas de copo de água para escolher uma que o sirva a partir do pôr do sol e com fogo de artíficio final como sinal de partida para os noivos rumarem à queca socialmente autorizada e obrigatória. Depois só fica a faltar encontrar nas redondezas uma igreja para o casório não porque seja católica que nem nunca foi à catequese mas porque fica uma cerimónia muito mais bonita e com outro sainete.

Já escolheu o seu vestido refinado com cauda mais um enorme véu e a imprescindível liga e tudo o que uma noiva tem direito mas previdentemente escondeu-o dos olhares do seu noivo e assim continuará até ao dia aprazado. É branco.




________________________________
Já foste ao Chez.03 pedir à Maria Árvore que volte da sua caça aos peixes cabeçudos?

Sinais de Verão




crica para visitares a página John & John de d!o

30 maio 2009

Pandora... e algumas das suas caixas

Manual brasileiro de protecção contra a pedofilia e a pornografia infanto-juvenil na internet


«Navegar com Segurança»


(para visualizares é preciso que faças parte do grupo de mensagens da funda São, já que este e outros ficheiros estão disponíveis para membros e membranas na página de ficheiros do grupo)

«A Vénus de Kazabaïka» - Leopold Von Sacher Masoch, colecção Afrodite

Edição de 1966 de Fernando Ribeiro de Mello, com um prefácio de Júlio Moreira sobre o tema da flagelação e a colaboração gráfica de António Sena.



Como beijar com paixão - tutorial

29 maio 2009

Educar para a Sexualidade - O Que É Um Homem Sexual?



Tenho hoje em mãos a organização de quatro sessões de esclarecimento sobre sexualidade a crianças do primeiro ciclo. Ufa, ufa. A professora que me endereçou o convite enviou-me uma série de questões levantadas pela pequenada durante as aulas, que vão desde: "Como se faz sexo?" a " Porque é que os homens podem engravidar?"
Pois bem, não considero que seja tarefa fácil ter 40 meninos sequiosos de informação à espera das minhas respostas. Sinto borboletas na barriga.
Confesso que mais receio tenho dos papás do que das criancinhas, tendo em conta o medo que revelam de falar com os filhos "destas coisas"...
Uma coisa é certa... alguém tem um detector para gravadores e de telemóvel?

Gostava que me dissesse
se, por acaso, tem mal
um homem ou um rapaz
ser “homem sexual”.


Resposta:

Uma pessoa qualquer,
sem saber como aconteceu,
ama muito uma pessoa
do mesmo sexo que o seu.

Se alguém se apaixona
por outra pessoa diferente
é heterossexual
e ama muito, igualmente.


Livro de Ilda Taborda, com ilustrações de Gémeo Luís
«O Que É Um Homem Sexual?»

Transparências

(via dicktures)


(via dicktures)



Piada de escola



Capinaremos.com

28 maio 2009

Padre polonês lança ‘Kama Sutra católico’ O orgasmo como o encontro de Deus no Céu

"Os caminhos do Senhor muitas vezes são incompreensíveis e, para o sacerdote polonês Ksawery Knotz, conhecido como o "Apóstolo do Kama Sutra", também levam ao prazer sexual, o que ele mostra agora num livro que ensina os caminhos para se chegar ao "sexo divino".
"Hoje vivemos uma época de caos, de desenfreamento, e o meu livro pretende ajudar os casais a reforçar os seus vínculos e a ter uma boa e feliz vida sexual, de acordo com os dogmas da Igreja", disse à Agência Efe Knotz. Defende que o sexo também "é uma boa forma de se aproximar de Deus".
"O casal pode demonstrar o seu amor de todas as formas possíveis, e isto inclui até mesmo o estímulo oral", afirma o sacerdote no seu livro, que se tornou sucesso de vendas na Polónia.
Ksawery Knotz, de 43 anos, também é responsável há vários anos por aulas de educação sexual no mosteiro de Stalowa Wola (sul da Polônia), nas quais ajuda os casais a encontrar o prazer da "união divina".
"Todo o acto, carícia ou posição sexual que tem como objectivo a excitação do cônjuge é permitido, e agrada a Deus. Durante o acto sexual, o casal pode demonstrar o seu amor de todas as formas possíveis e brindar ao outro as carícias mais desejadas", defende o sacerdote no seu livro.
"Para mim, ajudar os casais a melhorar suas relações íntimas também é uma forma de trabalhar para Deus", assegura Knotz, que não se importa de ser chamado carinhosamente "Apóstolo do Kama Sutra católico".
Um apelido com o qual o sacerdote conseguiu tanta popularidade que a sua agenda já está esgotada para os próximos meses, enquanto a cada dia aumenta o número de visitas ao seu site, onde oferece a sua visão particular do amor carnal, tanto em inglês como em polaco.
Ksawery Knotz, que chegou inclusive a comparar o orgasmo com o "encontro com Deus no Céu", sustenta que "o amor de um casal, expressado no sexo, aproxima o corpo humano do Paraíso".
E, para isso, o "Apóstolo do Kama Sutra" encoraja os casais a rezar para pedir uma vida sexual prazerosa, e também dá alguns conselhos que vão muito além das inocentes orações, como os de que "os parceiros devem escapar da rotina e dar um pouco mais de «calor» às suas relações sexuais."

Artigo de Nacho Temiño em Globo.com
Imagem retirada daqui

«Ventre Humano do Império»?!

Comprei numa feira de velharias esta medalha, que deve ser das coisas mais estranhas da minha colecção:



Texto na frente: "Ventre Humano do Império"
Texto no verso: "Dinastia de Aviz - os descobrimentos portugueses e a Europa do Renascimento. Lisboa 1983. XVII Exposição Europeia de Arte, Ciência e Cultura"


"O Tiago detestava desenhos pornográficos. É que
sempre que olhava para eles não conseguia impedir
que lhe saltasse a tampa do atentado à moral."

27 maio 2009

Faz de mim a tua puta



Sempre que conto as notas no final de cada dia há uma satisfação que me acaricia cada fragmento do meu corpo e bendigo o dia em que mandei línguas e literaturas modernas às urtigas e a hipótese de limpar o ranho dos filhos dos outros. Se fosse hoje talvez me leiloasse na net e de seguida abrisse um outro negócio mas não ajudaria tanta gente.

E caramba sou competente no meu trabalho que não há pila que eu não descubra a forma de a espevitar mesmo que não seja de um cliente habitual. O professor de sessenta e tais anos continua a voltar pelos meus broches que a partir das sucções iniciais na cabecinha o aconchegam inteiro na minha boca até ao soluço final sem esquecer no durante umas serpenteadelas de língua no mastro e umas mãos persistentes a afagar-lhe os tomatinhos. Ou o gerente de loja que só se sacia a comer-me de quatro esperando que eu estique os dedos pelos seus testículos em escorregadelas constantes e que na fase de aceleração o meu médio se introduza no seu rego lavadinho que é prazer que não consegue pedir à esposa. Isto é como ser mecânico de automóveis que tanto garante o arranjo do carro qualquer que seja o problema como simplesmente faz uma mudança de óleo.

Não contam com a minha lubrificação no máximo e os gemidos são colocados no momento certo como os aplausos em programas televisivos mas tropa é tropa e conhaque é conhaque e sei que presto um serviço eficiente ou não regressariam. Não tem nada a ver com quando me apaixono e esse turbilhão me limpa as memórias anteriores permitindo que a simples visão do outro me espete os mamilos e humedeça os genitais num crescente frenesim e até me acrescente requebros adocicados na voz como se dissesse faz de mim a tua puta.


______________________
Alerta da ediSão:
Todos ao Chez.03 comentar para que a Maria Árvore não nos abandone!

LYD - dinar da Líbia

Por que será que um colega meu me veio oferecer esta nota de cinco dinares líbios, "para a tua colecção"?!

Um lado da nota



Outro lado da nota



Detalhe

Lady in Red


a sea of ladies in red!
Fashion Victims

26 maio 2009

Atenção, público masculino: «Real Touch» - sexo quase...real


Se as companheiras já se queixavam das longas noites ao computador, pois bem, agora há mais um motivo para os homens ficarem literalmente agarradinhos ao seu portátil.
Recentemente colocado no mercado surge o Real Touch que promete revolucionar a prática masturbatória masculina...
"Aparelho ligado ao computador imita a sensação de estar fazendo sexo com uma mulher.
Um novo meio de prazer solitário e testado por um ex-engenheiro da Nasa promete proporcionar sensações incríveis para o homem sem que ele toque numa mulher. O “Real Touch” – ou toque real, em português – é a mais recente novidade para aqueles que curtem um momento quente somente usando a imaginação e sem se preocupar com o fato de estarem usando um aparelho. A peça custa cerca de US$ 150 e ainda não é comercializada no Brasil nem em Portugal (que se saiba).
O Real Touch usa uma porta USB do computador e o homem pode introduzir o pénis e ter a sensação de que está a penetrar uma mulher. Auxiliado por vídeos de filmes com conteúdo para adultos e devidamente sincronizado com os movimentos, ele promete dar prazer ao homem como se estivesse realmente a ter relações sexuais.
O aparelho é uma espécie de trilho duplo de borracha com um reservatório de lubrificante à base de água, o que protege o pénis.
Na parte de higiene, no entanto, o produto deixa a desejar. Por ter componentes electrónicos, o Real Touch não pode ser colocado debaixo de água para a limpeza."
E as opiniões?... Já ditam o sucesso, lol:
“Eu tenho vontade de experimentar. Gosto de coisas novas e acredito que pode apimentar a minha relação quando estiver com a minha namorada. Ela gosta de ver coisas diferentes e pode sentir-se estimulada”, comentou Giuliano Costa, 25 anos, estudante de Direito.
Outro curioso é Frederico Mesquita, também estudante de Direito: “Brincar com um desses não faz com que eu não transe com uma mulher. Qual o problema? Adoro tecnologia...”
Mais aqui
RealTouch.com

A B C - Toda criança tem que ler e escrever


Alexandre Affonso - nadaver.com

Notícia original aqui

25 maio 2009

Coisas que não lembram ao Diabo mas lembram a Eros

Lembram-se do momento solene em que descobrimos onde se vendem botões de cu?
Pois agora descobrimos estes botões de pila:


E há muitas variantes, algumas delas a imitar cavilhas de granadas, como podem constatar no catálogo da SteelPleasures.
Se alguém me quiser oferecer um, eu desde já agradeço comovida. Claro que só o enfiarei... na minha colecção!

Os caralhinhos de maçapão da pastelaria Machado, nas Caldas da Rainha

Na primeira assembleia geral da Confraria do Príapo, nas Caldas da Rainha, constatei que a maioria da malta dessa cidade não conhece esta especialidade da pastelaria Machado, que até tem outras variantes, envoltas totalmente em chocolate.

Limpezas de Primavera



São Rosas nas limpezas de Primavera

Pedro Almodovar fez um cunnilingus

De passagem por Cannes para apresentar o seu mais recente filme, «Los Abrazos Rotos», Pedro Almodovar contou, na sua conferência de imprensa, que fez um cunnilingus como demonstração nas filmagens do seu quinto filme.

24 maio 2009

Vai ser criada a Confraria da Punheta de Bacalhau

"Olá,
Sou leitor ocasional do blog e achei que seria interessante:

http://ultimahora.publico.clix.pt/noticia.aspx?id=1382319
Saúde!
iG"


Como alguém já lá comentou, "Quando houver um encontro de confrarias, esta fará um belo par com a Confraria do Príapo, recentemente criada nas Caldas da Rainha".

Homem novo


Sentei-me logo à frente dela no comboio que aquilo não era coisa que se visse todos os dias ali. Tudo roupa de marca. Chapéu e casaco da Burberrys e mala Fulda. A trincar uma maçã verde, madura mas daquelas verdes granny qualquer coisa que as gajas comem por causa da mania das dietas. Talvez por isso fosse franzina. Bonitinha mas franzininha que devia ter pouca carne por onde um gajo agarrar. Mas como se costuma dizer que a cavalo dado não se olha o dente deixei-me ali estar a arregalar o olho.
E não é que a gaja, gaja de dinheiro está bom de ver, me dirigiu a palavra? Primeiro a queixar-se dos dentes e depois de enfiada desatou a contar-me onde trabalhava, onde tinha estudado e mais não sei quantas coisas da sua vida que até me deixou embatucado como se fosse eu a trincar a maçã. Chegou ao ponto de me contar que sofria de uns ataques de ansiedade perante o meu ar atento e sossegado mesmo que aspirasse a consolá-la com um bracinho no ombro ou qualquer coisa mais descida na minha anatomia que embora tenha sentimentos, que os tenho, perante uma gaja só me lembra de as levar para a cama como se isso fosse obrigatório e é uma ideia que não me deixa a cabeça enquanto elas não me saem da frente.

Era uma moça fina que as suas mãos lisinhas não davam lugar a engano que aquelas nunca tinham lavado sequer uma loiça de pequeno-almoço. Mais a mais que nelas sobressaíam dois anéis espetados embora não tivesse aliança mas sim um relógio dourado no pulso cuja marca não tive tempo de perceber e ali tão desprotegida, enchia-me de vontade de lhe fazer companhia e dar protecção em todos os bons sentidos que a palavra possa ter.
Passados vinte minutos era a minha paragem e como ela não podia visualizar o interior da minha cabeça estendi-lhe a mão de forma cavalheiresca para me despedir perante alguma aflição dela que ainda perguntou se eu não ia até ao fim e eu lamentei a impossibilidade dizendo apenas que era aquela a minha paragem embora a mil à hora estivesse a anotar na minha cabeça qual era aquela carruagem para amanhã apanhar aquele mesmo comboio e já que não era o meu dia de ir buscar os miúdos para os levar para casa poder ir com ela até ao fim.

crica para visitares a página John & John de d!o

O fim do princípio é o princípio do fim


Find more videos like this on AdGabber

23 maio 2009

Lameculos

- Además de ese mal carácter de colegio puritano,
te has convertido en un salvaje depredador,
una rata avariciosa, un especulador engreído, palurdo
y déspota, un tirano sin compasión, un ladrón
de ideas ajenas, un aprovechado de los que son
más débiles, un cobarde, un manipulador
compulsivo, un mentiroso, un vendedor de humo,
un cruel y miserable; de los poderosos vasallo,
un corrupto sin compasión y un machista de opereta.

-Muy bien. De acuerdo.

-Pero… ¿por qué yo tengo dinero y tú no?

Mais uma criação genial da Milena Miguel para a minha colecção

A Milena Miguel, do Atelier S. Miguel, é uma artista que é funda fornecedora da minha colecção de arte erótica. Este ano esteve de novo com o marido, Fernando Miguel, na feira de artesanato de Coimbra. E trouxe-me desta vez esta cena «na Sala Oval até a Barraca Abana», a juntar às outras.
Convidei-os e visitaram no domingo a minha colecção. E fomos almoçar leitão assado com espumante «Elpídio» das Caves São Domingos.
Ontem à noite esta peça fez parte da apresentação da colecção feita na primeira Assembleia Geral da Confraria do Príapo, nas Caldas da Rainha.




Novo número da revista online WLTF


WLTF nº 4

22 maio 2009

esperma TOON zoides


The sKy in her finGers


Voo 45309X7.
Vasco entra no Airbus A380 e repara que é o único passageiro no segundo andar do avião. Esperavam-no longas horas até chegar a Buenos Aires e planeava rever os pontos que queria focar na apresentação que iria fazer de um produto novo da sua empresa.
Recostou-se no seu lugar e, depois de feitas as contas, decidiu deixar-se adormecer um pouco antes de começar a trabalhar.

Acordou com uma voz sensual ao seu ouvido, que lhe perguntou: What can I do for you, sir?
Ainda meio adormecido esfregou os olhos e fitou-a incrédulo ao deparar-se com a sua beleza desenhada num corpete negro.
Ela sorriu-lhe, ele devolveu-lhe o sorriso com lascívia enquanto ela começava a desenhar com os seus dedos que lhe iam desabotoando as calças. Sem perguntas ele foi retirando a gravata e despindo a camisa num êxtase provocado pela forma como ela lhe acariciava os tomates e lambia o sexo. E não existiram cedências, mas um acordo mútuo mudo, quando ela passou a boca para os seus mamilos e se sentou cavalgando no seu sexo de pernas apoiadas nos seus ombros e braços agarrados ao seu tronco.
Ele agarrava-a pelas nádegas e oscilava as lambidelas desde as orelhas até ao pescoço, para logo se perder nas suas mamas brancas, frescas e boas como laranjas doces de Outubro. Apalpava-as quando mudava uma ou outra mão e lambia-as, chupava-as cheio de tesão.

As oito horas do voo foram passando enquanto eles voavam noutro sentido e nem uma palavra trocaram. Só sorrisos, risos, gritos e suspiros.
E aterraram exactamente três minutos antes do avião. Três minutos esses que se passaram entre a correria dele a vestir-se e arrumar as suas coisas e a silhueta dela a desaparecer por trás da cortina.

Voo 45309X7.
Vasco sai do segundo andar do Airbus A380. Ela estava à porta do avião a despedir-se dos passageiros, sorri-lhe e diz-lhe: Hope you had a nice trip, sir. Thank you for choosing us.
Ele fica reticente na busca de um contacto, ms ela mecanicamente dirige o seu olhar para o próximo passageiro...
Ele foi o único passageiro com o privilégio de sobrevoar o paraíso do seu corpo. Mas foi ela que o fez voar e sair da sua pele onde ficaram marcados os seus dedos, para sempre.

Post publicado também aqui

Diferenças

Machismos a parte, a vida de um homem é completamente diferente após o casório, antes do casório e durante o casório. Vamos usar um leão para provar meu ponto de vista. Saca só:







Capinaremos.com

21 maio 2009

"As grandes religiões monoteístas querem que o corpo seja espartilhado, impedido"

A revista «Visão» de 26 de Março de 2009 publicou uma entrevista a Michel Onfray, autor do livro de 2005 «Tratado de Ateologia».
Deixo aqui alguns excertos:

Visão - Muita gente acha que um mundo sem Deus seria inimaginável, mesmo para quem não acredita nele.
Michel Onfray -
Ao contrário, em nome de Deus é que se tem massacrado, destruído. Em nome de Deus fizeram-se as cruzadas, numerosas guerras ou a Inquisição. Em nome de Alá, muitas pessoas atam explosivos ao corpo, para matar 20 a 30 pessoas, às vezes crianças. Que eu saiba, o ateísmo nunca fez isso. Não conheço ninguém que tenha matado em nome do ateísmo. Há qualquer coisa que não é sã nessa relação do mundo com Deus. (...)
Visão - O que lhe desagrada no que chama os «três grandes monoteísmos»?
Michel Onfray -
O ódio às mulheres, aos homossexuais, à inteligência e à razão, aos prazeres do corpo, aos desejos, às pulsões. Querem que o corpo seja espartilhado, impedido. Criaram interditos, seja alimentares, seja sexuais. Foram de um anti-hedonismo primário. É preciso viver na lei, na dor, no sofrimento, na recusa.

Gotinha de Paixão

muse42promo07





"A Jane aprecia pela primeira vez o
sabor do amor quente de um macaco."

20 maio 2009

Cais das Colunas


Regressou o Cais das Colunas e com ele as memórias daquela faixa de terreno pedregoso que o ligava ao terminal dos barcos do Cais do Sodré e que mal anoitecia conhecia tal actividade nos seus poucos bancos de jardim que mais era uma avenida dos amassos.

Talvez para fugir a esse corropio nos enganchássemos antes no fundo do pontão que havia mais adiante com vista para os armazéns de peixe e fruta. Muito viço a cruzar as pernas um sobre o outro como se não existissem membros dormentes na distribuição de cabazes de beijos por toda a pele que era lícito descobrir como se não houvesse amanhã. Não fora uma vez as calças de ganga dele terem ficado profusamente manchadas por uma acção explosiva de dentro para fora logo nos primeiros minutos de lida e não teríamos repudiado o local.

Daí que um dia em que saíamos às tantas da matina do Jamaica e sem perspectiva de barco para a outra banda caminhámos a direito e lá fomos para o pedregal à beira tejo erguido distendendo as pernas e os dedos entre fechos e botões e ainda não estávamos toldados com o aquecimento quando a cabeça de dois mirones com boné de polícia nos fez abrir mais os olhos. Separaram-nos imediatamente como se a nossa união fosse contraproducente à autoridade deles e rabujaram que não lhes faltava mais nada. Identidade pedida faltava atestar a dele que tinha ficado esquecida no bolso de outras calças e às tantas já se encontrava deteriorada por uma lavadela na máquina. Um dos polícias não se conformava com a situação e gesticulava e abanava constantemente a cabeça como se aquelas desgraçadas ocorrências só a ele lhe acontecessem e vai de puxá-lo mais de banda e num sussurro mas de máscula voz que apelava à cumplicidade peniana interrogou-o se não me podia ter levado para uma pensão e poupar-lhe aquele monte de chatices.

Mais um miminho personalizado para a minha colecção

Lembram-se do desenho da Camille M M que eu comprei há um ano para a minha colecção?
Ela publicou agora um livro e eu comprei-o para a minha colecção.


A capa do livro - «Le secret des dieux» (o segredo dos deuses)



Exemplo das páginas interiores



Mais exemplos de ilustrações do livro



E, como já ouvi alguém dizer, "o bolo em cima da cereja": a dedicatória e o desenho feitos especialmente para mim.