19 agosto 2017

Sardinha erótica

Íman de frigorífico com sardinha…
Quando expliquei o destino da peça (a minha colecção de arte erótica), a jovem autora explicou que se trata de um biquíni.




A colecção de arte erótica «a funda São» tem:
> 1.900 livros das temáticas do erotismo e da sexualidade, desde o ano de 1664 até aos nossos dias;
> 4.000 objectos diversos (quadros a óleo e acrílico, desenhos originais, gravuras, jogos, mecanismos e segredos, brinquedos, publicidade, artesanato, peças de design, selos, moedas, postais, calendários, antiguidades, estatuetas em diversos materiais e de diversas proveniências, etc.);
> muitas ideias para actividades complementares, loja e merchandising...

... procura parceiro [M/F]

Quem quiser investir neste projecto, pode contactar-me.

Visita a página da colecção no Facebook (e, já agora, também a minha página pessoal)

Postalinho das Autárquicas 2017 - 7

"Virgínia para Coina!
Rêgo para Coina!
Isto é uma grande vontade de avançar com o saneamento."
Maria Árvore


18 agosto 2017

«Pincelada» - Mrzyk & Moriceau


Mente, Pinóquio!


#passemilionário #87eurosdepasse #sideshowtânia - Ruim

Que eu saiba não estamos nos anos 90, eu não estou de Game Gear nas unhas ou de calças da Resina vestidas. Se assim é, os cabelos compridos nos homens, também não fazem sentido. Nenhum homem que se preze deve andar com elásticos no pulso e nem eu devo ficar mais que cinco segundos para tentar descobrir se estou a galar uma gaja ou um gajo. Anda aí muito gajo com cu de gaja ou pelo menos assim o Tinoco me disse, e é fácil cair neste embuste. "Cu é cu, ó Ruim!" Não. Cu não é cu. Os cus das meninas têm funções diferentes e devem ser alvo de mimo, beijinhos e palmadinhas. O cu de um gajo só deve conhecer a nossa bota ou, numa brincadeira salutar entre amigos, um apalpão ou dois. Não três, isso é estar a pedir festa. Na entrada para o Fertagus estava o Sideshow Bob dos "The Simpsons" ou a Tânia da H&M e tudo isto começou assim. Olho, não olho. Tive de passar o/a Sideshow Tânia para tirar isto a limpo. Quando lhe vi o trombil, fiquei logo mais descansado por ir sair deste comboio ainda heterossexual. É assim que funciona. Entras no Fogueteiro a saber mudar o óleo do carro, galas o cu de um gajo por engano e sais em Entrecampos a cantar as músicas do "La La Land" enquanto danças com um estranho.
Está tudo bem. Eu sabia que era um gajo. Só podia. Com uns copos em cima, não sei não...

Ruim
no facebook

17 agosto 2017

«Tens que lambê-la antes de enfiares» - Maurizio Di Iorio


Pénis colorido

Medidor de grãos africano, feito com uma cabaça escavada decorada totalmente com missangas coloridas.
Mais uma peça de arte africana na minha colecção.










A colecção de arte erótica «a funda São» tem:
> 1.900 livros das temáticas do erotismo e da sexualidade, desde o ano de 1664 até aos nossos dias;
> 4.000 objectos diversos (quadros a óleo e acrílico, desenhos originais, gravuras, jogos, mecanismos e segredos, brinquedos, publicidade, artesanato, peças de design, selos, moedas, postais, calendários, antiguidades, estatuetas em diversos materiais e de diversas proveniências, etc.);
> muitas ideias para actividades complementares, loja e merchandising...

... procura parceiro [M/F]

Quem quiser investir neste projecto, pode contactar-me.

Visita a página da colecção no Facebook (e, já agora, também a minha página pessoal)

«Saci» - Adão Iturrusgarai


15 agosto 2017

«as rosas semeadas nos dedos» - Susana Duarte

não mais cantarei o adeus que impuseste,
antes os abraços de todos os encontros.


evitarei as ruas por onde, antes, caminhei
lado a lado com o sonho mitigado pela breve
presença das tuas mãos. não mais cantarei
o adeus que impuseste, ou as noites breves,
corrompidas pelo amanhecer das partidas.

cantarei, antes, as rosas semeadas nos dedos
e as auroras desfolhadas por onde mãos
ténues de luz se passeiam agora. não mais
iluminarei velas antigas, de framboesa e ténue
luz, antes a solar claridade do beijo rubro
que o passado me devolveu. cantarei braços
fortes e abraços eternos, carícias longas
e longos invernos semeados nos abraços
que, agora, nos damos. cantarei o passado
reencontrado. e as manhãs de agora.

Susana Duarte
Blog Terra de Encanto
Facebook



Carestia


Jovem de classe média-baixa visivelmente embaraçada por ter de meter a nu as suas carências em matéria de opções de vestuário.

Sharkinho
@sharkinho no Twitter


Dois casais d´ouro

Jarro em bronze maciço com aplicação em ouro no gargalo e em duas figuras eróticas em relevo, idênticas a figuras de casais do império romano. Fabricado por Kunstgewerbliche Metallgießerei HDV (Alemanha).
Uma peça de peso... na minha colecção.












A colecção de arte erótica «a funda São» tem:
> 1.900 livros das temáticas do erotismo e da sexualidade, desde o ano de 1664 até aos nossos dias;
> 4.000 objectos diversos (quadros a óleo e acrílico, desenhos originais, gravuras, jogos, mecanismos e segredos, brinquedos, publicidade, artesanato, peças de design, selos, moedas, postais, calendários, antiguidades, estatuetas em diversos materiais e de diversas proveniências, etc.);
> muitas ideias para actividades complementares, loja e merchandising...

... procura parceiro [M/F]

Quem quiser investir neste projecto, pode contactar-me.

Visita a página da colecção no Facebook (e, já agora, também a minha página pessoal)

14 agosto 2017

«Homens aprendam... a fazer a barba»

«Vida fácil? Mas, afinal, o que é “isso” jovem?» - Cláudia de Marchi

Resolvi falar, brevemente, sobre riscos e aquilo que muitas chamam de “mito da vida fácil”. Ou seja, a nossa vida de acompanhantes de luxo não seria, de fato, “fácil”.
Bem, mas afinal, o que seria uma vida “fácil”? Ser dondoca, mas ter que prestar satisfação de todos os gastos do cartão de crédito ao marido? Ser advogada e ter que estudar eternamente, ver os processos andarem com uma leniência absurda e ser membro de uma classe precariamente valorizada?
Ser médico, fazer vários plantões, ter uma imensa responsabilidade, poucas horas de sono e ainda ter que ouvir “graças a Deus o fulano foi curado”, depois de tratar alguém?
Ser professora universitária, fazer especialização, Mestrado, ser parcamente remunerada, dar aula pra mais de 80 alunos por sala e enfrentar o machismo na academia?
Ser professora de primeiro grau ou segundo grau e receber uma miséria para fazer a diferença na vida de crianças e adolescentes?
Gente, vocês acham que alguém tem a vida plenamente “fácil”? Quiçá quem tenha nascido milionário, mas se a pessoa contar com um pouco de inteligência a sua vida não será fácil. Para quem questiona e não é egocêntrico o mundo nunca será realmente “fácil”.
Como diria o meu prezado Arthur Schopenhauer “quanto menos inteligente um homem é, menos misteriosa lhe parece a existência”, enfim, a burrice é uma benção, ou seja, até para um milionário inteligente haverão mistérios e, consequentemente, a vida não lhe parecerá “fácil”.
A vida da Cláudia de Marchi, codinome Simone Steffani, também não é fácil. Eu questiono demais, me irresigno demais, sou combatente da hipocrisia, exijo respeito, gosto de cultura, admiro a inteligência, a moralidade, a ética e não a religiosidade. Desejo a total separação entre Estado e religião, afinal nossa Constituição e Estado são laicos, luto pelo fim da cultura machista, misógina e que malbarateia a vontade feminina. Mais, luto pelo fim da propagação do machismo por parte das próprias mulheres que rivalizam ao invés de serem empáticas umas com as outras.
Pugno o fim da ignorância pró-beleza estética que não valoriza a profundidade e dimensões do intelecto, mas apenas o tamanho da bunda ou o comprimento dos cabelos femininos.
Quanto ao trabalho? Eu gozo! Tenho clientes carinhosos, beijos fervorosos me dão tesão, homens inteligentes me excitam e me fazem gozar tocando meu clitóris. Eles sabem fazer isso. E os ruins de cama? São raríssimos, mas, danem-se! Sempre resta uma conversa e até algo novo a aprender com eles.
Quem nunca teve uma transa ruim na vida? E gratuita, rodeada de expectativa romântica no estilo “ai, será ele a minha alma gêmea”? No meu trabalho, muito raramente eu tenho alguma, fora que o realismo e a racionalidade imperam. As transas ruins o são para o cliente caso tenha algum problema de ejaculação. Em matéria de língua e dedos eu saio no lucro em 99% das vezes!
Seria difícil pra você? É só não trabalhar nisso fofa, pra mim não é. Pra mim o difícil é conviver com a hipocrisia da sociedade, com a infindável ignorância humana, com a arrogância dos incultos, com a soberba dos falsos ricos e com o egoísmo miserável dos milionários.
Sobre os demais riscos inerentes à profissão? Eu evito.

Simone Steffani - acompanhante de alto luxo!

«O pervertido e o artista» - Wilhelm Staehle


12 agosto 2017

«StasyQ loves you» - Said Energizer


StasyQ Loves You by Said Energizer from said_energizer on Vimeo.

«Excerto do poema "Maçãs rubras", do livro Pangeia» - Susana Duarte

(...)

noites
brancas do sangue. corpo exangue sobre o leito azul. as rubras maçãs do sorriso
eram manhãs elevadas à eternidade dos corpos dos amantes. os sonhadores
serão sempre a caixa vazia da realidade, frugal, desnecessária, risível, do leito

vazio.

Susana Duarte
Blog Terra de Encanto
Facebook

Excerto do poema "Maçãs rubras", do livro Pangeia, de Susana Duarte.
A publicar pela Alphabetum... em breve?!

Sombrero mexicano com mulher nua

Peça em cerâmica proveniente do México para a minha colecção.
















A colecção de arte erótica «a funda São» tem:
> 1.900 livros das temáticas do erotismo e da sexualidade, desde o ano de 1664 até aos nossos dias;
> 4.000 objectos diversos (quadros a óleo e acrílico, desenhos originais, gravuras, jogos, mecanismos e segredos, brinquedos, publicidade, artesanato, peças de design, selos, moedas, postais, calendários, antiguidades, estatuetas em diversos materiais e de diversas proveniências, etc.);
> muitas ideias para actividades complementares, loja e merchandising...

... procura parceiro [M/F]

Quem quiser investir neste projecto, pode contactar-me.

Visita a página da colecção no Facebook (e, já agora, também a minha página pessoal)

Postalinho das Autárquicas 2017 - 6

"A sugestionabilidade da política também com os seus palavrões."
P. V.



11 agosto 2017

«Estrelados» - Mrzyk & Moriceau


Eva portuguesa - «Declaração de amor»

Veio do nada e de forma anónima, mas em melhor momento teria sido impossível. 
O dia tinha sido desastroso: falsas marcações, telefonemas insultuosos, vidro do carro partido, muita negatividade vinda de alguém da minha vida pessoal... Mas, lá está, Deus tem mais para dar que o diabo para tirar e, prova disso e para me animar, recebi esta linda declaração. Deixo-a aqui como forma de reconhecimento e agradecimento a quem tão generosamente teve a delicadeza de ma enviar:

"... ajudar-te a amar-te é lembrar-te das coisas boas que tens em ti. É fazer-te perceber que não é por teres estrias ou uma cicatriz que vais ser menos bonita ou atraente. Porque eu vou continuar a percorrer os dedos pelo teu corpo antes, durante e depois do sexo para sentir a tua pele. Porque eu vou continuar a beijar-te o corpo de uma ponta à outra porque por menos perfeito que ele seja é ele que guarda lá dentro a pessoa que amo, por isso é ele o corpo que mais desejo..."

Obrigado, querido desconhecido... You made my day...


Eva
blog Eva portuguesa - porque o prazer não é pecado

#sofazar - Ruim

Pensem na quantidade de casais que a esta hora está a discutir por mais 20 centímetros de sofá como se fossem dois lordes a delimitarem a sua terra. "Onde é que eu meto os pés?". "Assim não tenho posição". "Vou ficar com o braço dormente". "Se não fosses tão gordo, cabias aqui comigo!". "Porque é que tens sempre tu o comando?". Até tudo isto se tornar num assunto de vida e de morte, portas a bater, crianças a chorar, relações são terminadas e famílias destruídas PORQUE um deles não quis encolher as pernas.

Pessoas...

Ruim
no facebook