18 abril 2019

«Nada mais há a dizer» - Áurea Justo

Procurei-te num milhão de auroras
E nenhuma me apaixonou como tu
Trago o sabor dos teus beijos de amoras
E imagino-te ao meu lado nu.

Quero sentir a tua pele na minha
Absover o teu aroma de fogo
Entrelaçar as tuas mãos sozinha
Deixar-me envolver neste jogo.

Tudo o que tenho é o teu olhar nas minhas memórias
Caminhei descalça pela madrugada
Vesti a tua ausência das minhas histórias
Penteio a alma de lágrimas enxugadas.

Pedi à lua que desça e brinque comigo
Aceitei tudo porque te queria
Nuvens cinzentas desceram ao teu umbigo
Nada mais há a dizer se queres insistir
Eu apenas te amaria.

In Confissões de Uma Alma Evadida

Áurea Justo
no Facebook


Sem comentários:

Publicar um comentário

Uma por dia tira a azia