07 maio 2019

«uma sombra em cada asa» - Susana Duarte

há uma sombra em cada asa,
e uma ave escondida em cada passo;
uma nódoa negra no peito,
e um vôo interceptado
pelos dias.

há duas cores na plúmula,
onde não cabe mais do que uma paleta
insegura, povoada por névoas.
todos os vôos são ambíguos,
e todas as vozes, silêncios
crocitados nas horas
das quimeras.

são obscuros, os dias
onde as asas quebradas do sonho

tentam erguer sorrisos.

Susana Duarte
Blog Terra de Encanto
Facebook

Sem comentários:

Publicar um comentário

Uma por dia tira a azia