13 junho 2019

«Procuro sinais de ti» - Áurea Justo

Procuro ansiosa, sinais de ti
No quarto, envolto em brumas.
Recordo a peregrinação dos beijos,
Mas no meu pescoço só roçam plumas... Eram beijos húmidos tão serenos
Que subiam das coxas até aos seios,
Procurando o prazer na tua boca
E desvendando o mais íntimo desejo.

Abracei-te como uma náufraga,
Conduzida pelo teu prazer.
Inspiro no ar aromas adocicados,
Aromas de amor que acabou por ser.

O teu corpo colado ao meu,
Encaixada na tua paixão,
A magia do momento nos envolveu
Misturada na frescura de um turbilhão.

In O Romance de Um Anjo

Áurea Justo
no Facebook


Sem comentários:

Publicar um comentário

Uma por dia tira a azia