30 setembro 2017

«foi o beijo, e não a morte» - Susana Duarte

foi o beijo, e não a morte, que venceu a noite. foi o beijo.
foi o beijo que iluminou as ondas, incautas e altivas, onde
o mar arredava os gritos e os medos confrontados pelos
lábios, onde o beijo, vivo como a vida inscrita nas veias,
desfez o grito das aves. foi o beijo, que me levou,
quando o dia se desfez em lágrimas de escura e fria
chuva. foi o beijo, e não a morte, que venceu os lábios.

Susana Duarte
Blog Terra de Encanto
Facebook

Sem comentários:

Publicar um comentário

Uma por dia tira a azia