09 outubro 2017

«Para as mulheres: sobre ser “gostosa"» - Cláudia de Marchi

"Aiii meu Deus se eu não ficar com as coxas do Roberto Carlos (jogador de futebol), com a bunda no cérebro, digo, "na nunca" como a 'musa fitness tal', se eu não me lipoaspirar inteira e colocar silicone, o meu macho me deixa! Os 'omis' não vão me querer! Tem muita oferta de mulher! Oh céus, Oh vida!".
Então queridinha, vamos falar da "prática" dessas teorias machistas de que tem "7 pra cada homem" e tolices afins? Indo ao ponto: a "oferta" anda tão chata, fútil e intelectualmente vergonhosa que tem homem lindo e solteiro pagando pra passar final de semana comigo, por exemplo! Na verdade, antes mesmo de eu decidir me tornar acompanhante de luxo eu tinha cinco caras dando em cima de mim por semana, ou seja: ser fora dos padrões deveria ser um “padrão”!
Vocês estão imergindo em vício redibitório (perdão, não podia deixar de usar o vocabulário jurídico, que diz muito neste caso!). Esqueçam esses "ideias" de beleza e "gostosura" que eu, pessoalmente, acho vulgar e deselegante (assimétrico ao extremo) e priorizem a liberdade de se sentirem gostosas enquanto mulheres que sabem o que querem, como gozam e sentem prazer!
Admitam seus defeitos, afinal vocês não estão na televisão sendo privilegiadas por recursos de adulteração de imagem e "slow motion" enquanto vão arejar na sacada ou fazer um pipi no toalete, vocês não são "figuras" adulteradas de outdoor ou capas de revista!
Vocês são de carne, osso, gordurinha localizada, celulite, pele macia, cheiro gostoso, inteligência e, espero, calor, tesão, paixão, despudor e muita, muita autoconfiança e amor próprio! Não pense que malhar horas por dia e morrer comando quinoa, frango grelhado e batata doce (eca, mil vezes eca, eca até a próxima encarnação de frangos!) fará de você um mulherão gostoso e delicia na cama! Menos ainda que plásticas e etc. segurará o seu marido, baby!
O que lhe dá o diferencial não é o corpo e meramente a beleza, é a atitude, o QI e o QE (quociente emocional), o beijo ardente, a pegada e o que você faz sem roupa, com luz clara e sem vergonha de ser feliz! Não à toa, tem muita "Maria academia" sendo traída com a companheira de happy hour, cerveja e coxinha do marido! Ser sexy é saber se aceitar e seduzir com os pontos fortes, o resto é ser fútil, brochante e chata pra c******!

Simone Steffani - acompanhante de alto luxo!

Sem comentários:

Publicar um comentário

Uma por dia tira a azia