20 julho 2018

#constancismo - Ruim

Quão complicada é a vida de quem faz bicos? Bicos. Não estou a falar de quem executa felácios a troco de numerário, mas sim bicos. Literalmente bicos. Uma pobre operária chamada Constança que esteja encarregue de fazer os moldes de bicos de plástico para passarinhos de brincar ali para os lados de Póvoa de Santa Iria. A quantidade de vezes que a Constança teve de se justificar perante os outros. De explicar todo o processo de fazer bicos de plástico a uma mesa de jantar de grupo totalmente em silêncio a olhar para ela. Ou o marido da Constança - o senhor Leonel, pedreiro - que ouve os colegas a rir. "Costa, a mulher do Leonel faz uns grandes bicos!". Será que - vamos supor - um dos moldes de plástico lhe salta das mãos ainda quente, lhe acerta no lábio, deixa marca e ela diz "esta ferida? O mesmo de sempre! A fazer bicos!"? Deve ser tão complicada a vida de Constança. Porque não intitular-se como "beek manager"? Soa bem, é cool e tem funcionado para os project managers fingirem que fazem qualquer coisa da vida. E no final da tarde, à mesa - Constança, Leonel e os dois filhos - jantam em paz, os putos gritam e o Leonel dá um murro na mesa a dizer "silêncio, a vossa mãe fez 590 bicos hoje, porra! São eles que metem o pão na mesa!". E a vida sexual deste casal? Como é que o Leonel pede um bico sem a mulher se agarrar à cara a chorar ou lhe entregar um passarinho de brincar?

Problemas? Vocês não têm problemas. A Constança tem.

Ruim
no facebook

Sem comentários:

Publicar um comentário

Uma por dia tira a azia