29 novembro 2018

«Deslumbramento» - Áurea Justo

Céu estrelado
Pedaço eterno da Criação
Alongamento do meu destino
Alma deserta de um ser amado.

Braço de mar
Viagem divina de um breve encontro
Ondulação de sonhos heróicos
Força incrível do saber amar.

Não há tempo nem espaço
Que nos separe a alma
Irei contigo para onde fores
Pois só a tua voz me acalma.

Deslumbramento
Que certas palavras transmitem
Que certos olhares compõem
Que certas danças recriam
Sensações de prazer regressam às raízes
Num tempo sem tempo.

In Folha De Papiro Perfumada

Áurea Justo
no Facebook


Sem comentários:

Publicar um comentário

Uma por dia tira a azia