09 novembro 2018

#mãedoRuim - Ruim

Nunca vivi a sós com a minha mãe. Nunca se proporcionou tal coisa, mas nunca se sabe o dia de amanhã e a única coisa que posso fazer é imaginar como seria a nossa dinâmica. A imagem de um homem a viver a sós com a mãe não é nada sexy, mas nós nunca estamos encalhados", estamos "entre-gajas". Se vocês acham que eu ia ser um porco sexista e dizer que só as mulheres encalham, estão completamente enganados, pois elas ficam "entre-gatos".

Como seria a nossa vida a dois? Difícil de imaginar. Ou talvez não. Conhecendo a minha mãe, esta cena teria uma alta probabilidade de ocorrer:

- Estou sim? Mãe? Estás a ligar-me?
- Oi, filho. Sim. Não posso ligar? É sempre má hora? Porra...
- Mãe, eu estou no quarto. Tu estás na sala.
- Pois. Vê lá tu o que me ligas. Enfim...

Ou talvez esta:

- Shhhhiu. A minha mãe deve estar a dormir, Jessica que saquei no Lux.
- Não me chamo Jessica.
- Tudo bem, Joana. Vamos para o meu quarto e... AHHHHHHH! MÃE!!! QUE SUSTO!
- Olá, filho. Quem é esta simpática moça? Não tens frio, minha filha? Tão pouca roupa. Querem comer qualquer coisa?
- Mãe... não. Eu e a Cátia vamos para o quarto... dormir. Ela pode dormir cá? Mas porque raio estou a pedir autorização? Ela vai dormir cá, ok?
- Oh, filho. Mas claro que não há problema. Ela tem um ar tão fértil.
- EU NÃO A VOU ENGRAVIDAR, MÃE!!!
- Oh, tu e as tuas esquisitices. Cátia, queres um cacau quente? Eu vou fazer. És muito diferente das que ele costuma trazer cá para casa, sabias?
- EU NÃO ME CHAMO CÁTIA!!!!!

Ruim
no facebook

Sem comentários:

Publicar um comentário

Uma por dia tira a azia