08 novembro 2018

«Palavras Eternas» - Áurea Justo

Palavras soltas leva-as o vento
Palavras escritas ficam-se no tempo
Substância viva que o homem conquistou
Palavras belas que o homem amou.

Sinais confiados através da escrita
Do pincel à pena cada letra dita
Fria como o gelo pode ser cortante
Quente como o fogo pode ser amante

Um som magnífico que se ouvirá por toda a eternidade
Revelará a sua autenticidade na força elementar
Ora frenética...ora doce...protectora...sai da boca com efemeridade
Palavras loucas ou moucas serão sempre a minha arte para amar!

In Confissões De Uma Alma Evadida

Áurea Justo
no Facebook


Sem comentários:

Publicar um comentário

Uma por dia tira a azia