31 janeiro 2019

«Bebi dos teus lábios» - Áurea Justo

Bebi dos teus lábios,
Todo o amor que me conseguiste dar
O contacto inflamável percorreu-me como um rio de lava,
Deixei-me levar por sensações inebriantes, deixei-me amar!

Uma chama inexpugnável,
Tomou conta do meu corpo
E tu, olhaste para mim absorto,
Traçaste um caminho invisível não condenável.

Não condeno este sentimento trágico,
Dançando ao ritmo do toque mágico
A unidade dos nossos corpos navegantes nas ondas do prazer,
Consumiu-se no fogo inesgotável num pleno renascer.

Áurea Justo
no Facebook


Sem comentários:

Publicar um comentário

Uma por dia tira a azia