22 agosto 2019

«O meu Santo Graal» - Áurea Justo

Sentaste-me no teu colo carinhosamente
Coloquei a mão sobre o teu peito
Senti-o abrasador, calorosamente
Deitaste-me no teu leito.

Toldou-se-me a clareza de espírito
Exploraste o meu corpo nu e quente
Sentimos ambos o fogo inesgotável e lírico
O sofrimento silencioso,veio de repente.

Quis afastar-me de ti
Aconchegaste-me ao teu coração
E de repente meu amor eu li
Nos teus olhos grande paixão.

Porém, eu queria mais...deliberadamente
Suspirava pelo teu amor incondicional
Nos meus caminhos percorro errante
O trilho do meu Santo Graal!

In Nas Brumas Azuis da Poesia

Áurea Justo
no Facebook


Sem comentários:

Publicar um comentário

Uma por dia tira a azia