25 julho 2017

«Aux iris» (aos lírios) - Ito Ittosan

Desenho original em lápis de cor Caran D´Ache, pastéis aquareláveis (não aquarelados) e tinta sobre papel colorido Éléphant, assinado no verso pelo autor. O título joga com o nome da deusa Osíris.
Belíssima arte erótica... na minha colecção.








Comentário do A. Pimpão e a minha resposta:

A. Pimpão - É bíblico: "Olhai os lírios do campo que não fiam nem tecem e nem Salomão com todo o seu esplendor se despiu como um deles"

São Rosas (oui, c'est moi) - Lá tive que ir estudar. Isso é do Sermão da Montanha, relatado nos evangelhos de Mateus (Mateus 6:28-30) e Lucas.
Mas o Cântico dos Cânticos (uma das minhas leituras preferidas e que, obviamente, faz parte da minha colecção) tem várias passagens em que se invocam os lírios. Por exemplo:

Ela:
Eu sou o narciso de Saron,
o lírio dos vales.
Ele:
Sim, como o lírio entre espinhos
é, entre as jovens, a minha amada.
(...)
Ela:
O meu amado é todo meu, e eu sou dele.
Ele é um pastor entre lírios.
(...)
Ele:
Teus seios são como duas crias,
gémeos de gazela, pastando entre lírios.
(...)
Ela:
Seus lábios são como lírios,
a destilar um fluido de mirra.
(...)
Ela:
O meu amado desceu ao seu jardim,
aos canteiros de bálsamos,
para apascentar nos vergéis e colher lírios.
Eu sou do meu amado, e o meu amado é todo meu.
Ele é um pastor entre lírios.
(...)
Ele:
Teu ventre é um monte de trigo, cercado de lírios.


A colecção de arte erótica «a funda São» tem:
> 1.900 livros das temáticas do erotismo e da sexualidade, desde o ano de 1664 até aos nossos dias;
> 4.000 objectos diversos (quadros a óleo e acrílico, desenhos originais, gravuras, jogos, mecanismos e segredos, brinquedos, publicidade, artesanato, peças de design, selos, moedas, postais, calendários, antiguidades, estatuetas em diversos materiais e de diversas proveniências, etc.);
> muitas ideias para actividades complementares, loja e merchandising...

... procura parceiro [M/F]

Quem quiser investir neste projecto, pode contactar-me.

Visita a página da colecção no Facebook (e, já agora, também a minha página pessoal)

Sem comentários:

Publicar um comentário

Uma por dia tira a azia