04 julho 2017

«abro-te os lábios» - Susana Duarte

abro-te os lábios com a urgência
de quem desce as águas fortes de um rio
e, nelas, não pára a corrente que me conduz
ao eterno que em ti reside e me leva às tuas pernas
sobressaltadas onde a luz dos teus beijos te eleva o corpo
na voz da noz da flor do desejo. da flor da paixão.

onde te sei.

Susana Duarte
Blog Terra de Encanto
Facebook

5 comentários:

  1. Não é nada de admirar, esse sobressalto...

    ResponderEliminar
  2. O que tu descobres, São. Nem me lembrava disto....

    Devem ter sido dias felizes, aqueles...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Dias felizes são quando nós queremos... e podemos, claro.

      Estou a retomar as publicações desde que praticaste o coitus interruptus ;O)

      Eliminar
  3. Pois...não podemos.

    O coitus interruptus não tem piada nenhuma.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É para veres o que me deixaste tristinha...

      Eliminar

Uma por dia tira a azia