09 janeiro 2018

«o tempo traz as flores acomodadas no peito» - Susana Duarte

o tempo traz as flores acomodadas no peito.
desfolha-as,
no impulso firme de ser vento

desacomoda-as de si,
e do caule,
e da voz das águias,
no movimento forte
de ser vento


e volta a deixá-las ser flores,
apenas por um segundo,
quando os olhos se movem
ao encontro
das mãos

e o tempo volta
a ser tempo

e o tempo acomoda
o peito

e as flores

e o vento

e os caules
de ser ave

levada nas ondas sonoras
do dia em que as mãos partiram

as mãos deixaram as flores desfolhadas no peito
do imenso desalento

da ausência,

até que o Tempo volte a ser
tempo de me desfolhares
o peito

e de escreveres as pétalas das flores

em mim.

Susana Duarte
Blog Terra de Encanto
Facebook

Sem comentários:

Publicar um comentário

Uma por dia tira a azia